Search Icon
Marionet Logo
Menu Icon
Peça de Teatro

Capture The Sun – The science of things that aren’t so

Partilhar
test
TÍTULO
Capture The Sun – The science of things that aren’t so
AUTORES(AS)

George D. Morgan

SINOPSE

Em 1988 um trabalhador do Departamento de Energia dos Estados Unidos recebeu um pedido de financiamento de dois cientistas a trabalhar na Universidade do Utah – Stanley Pons e Martin Fleischmann.

O formulário pedia fundos para financiar a pesquisa deles sobre fusão à temperatura ambiente induzida quimicamente. O processo normal requeria que esse tipo de pedido de apoio passasse por revisão por pares, e o formulário foi enviado para um outro cientista que estava silenciosamente a trabalhar em experiências semelhantes – Steven E. Jones.

Ironicamente, Jones trabalhava numa outra universidade do Utah – Brigham Young, a uns meros quarenta e cinco minutos de automóvel a sul de Pons e Fleischmann. O acaso desta proximidade acabaria por ter consequência imprevistas e ruinosas para todos os três. A seu tempo, estes viriam a ser tanto elogiados como injuriados, aceites e esquecidos, famosos e infames.

Eventualmente os sacrossantos salões da Ciência viriam a excomungar todos os três por terem cometido um pecado imperdoável: a arrogância desmedida. A “invenção” deles viria a ser chamada de “fusão a frio”. Trazia com ela a promessa de energia barata e inexaurível.

DISPONIBILIDADE
Disponível
ANO
2019
ISBN
978-1503-280007
TIPOLOGIA
Peça de Teatro
EDITORA
Edição de Autor
biografia

George D. Morgan

George D. Morgan, filho de Mary Sherman Morgan, inventora do combustível para foguetes Hydyne, usado pelos Estados Unidos para pôr o seu primeiro satélite em órbita, é um aclamado autor, dramaturgo e argumentista. Tirou o BA em Escrita Criativa pela California State University Channel Islands e o MFA em Escrita para Artes Performativas pela University of California, Riverside, Palm Desert Writing Program.

É autor de mais de uma dezena de peças e musicais incluindo Second To Die, Nevada Belle e Thunder in the Valley. É também (e sobretudo) autor de Rocket Girl, peça baseada na vida da primeira cientista aeroespacial americana (a sua mãe, Mary Sherman Morgan), estreada em 2008 na Caltech, onde é dramaturgo residente, e primeira de uma triologia de peças de tema científico. A segunda peça desta trilogia é Pasadena Babylon, estreada em 2010 e semi-finalista do concurso de dramaturgia Alfred P. Sloan do Sundance Institute.  A trilogia é fechada por Capture The Sun, peça que trata a controvérsia de 1989 em torno de Stanley Pons e Martin Fleischmann e da fusão a frio.

Morgan é membro activo quer da Dramatists Guild quer da Writers Guild of America.

Menu Icon