Search Icon
Marionet Logo
Menu Icon
Peça de Teatro

Mnemonic

Partilhar
test
TÍTULO
Mnemonic
AUTORES(AS)

Simon McBurney, Complicite Company

SINOPSE

Em 1991, turistas ao descer um pico de 3000 metros descobrem um corpo nu e enrugado emergindo do gelo. Quão antigo será? Um homem sozinho no seu apartamento de Londres, incapaz de dormir, esquadrinha a sua memória. Ou será que imagina?

Lugar e memória colidem quando histórias que são mais antigas que o milénio se ligam a histórias que nos rodeiam no dia-a-dia. Histórias de viagens fragmentam-se, refletem-se, repetem-se e transitam como o próprio acto da memória à medida que Mnemonic põe em questão o nosso entendimento de tempo, a nossa capacidade de distorcer a história e as nossas tentativas de recontar o passado.

Concebido e encenado por Simon McBurney, Mnemonic foi criado pela Companhia para o Festival de Salzburgo de 1999. Foi apresentado em Londres em Novembro de 1999, altura em que lhe foi atribuido o prémio para Melhor Peça Nova pelo Critics’ Circle. Foi reposto em 2001.

DISPONIBILIDADE
Disponível
ANO
2001
ISBN
978-0-413-74720-4
TIPOLOGIA
Peça de Teatro
EDITORA
Methuen Publishing Ltd. (Collection: Methuen Drama)
biografia

Simon McBurney

Ator, escritor, encenador e cofundador da Complicité, Simon McBurney criou e entrou em mais de 30 produções e a companhia recebeu mais de cinquenta importantes prémios de teatro em todo o mundo.

Trabalhos de encenação recentes para a Complicité incluem: The Encounter (2015), The Master and Margarita (2012), The Magic Flute de Wolfgang Amadeus Mozart (English National Opera, 2012), A Dog´s Heart  uma ópera original produzida pela De Nederlandse Opera e a English National Opera em colaboração com a Complicité (2010), Shun-kin (2008), A Disappearing Number (2007), A Minute Too Late (2005), Measure for Measure de William Shakespeare (2004), The Elephant Vanishes baseado nos contos de Haruki Murakami (2003), Pet Shop Boys Meet Eisenstein e Strange Poetry com a Los Angeles Philharmonic Orchestra (Walt Disney Concert Hall, 2004).
Outros créditos de encenação incluem All My Sons de Arthur Miller (na Broadway com John Lithgow, Diane Wiest, Patrick Wilson e Katie Holmes, 2008) The Resistible Rise of Arturo Ui de Bertolt Brecht (com Al Pacino em Nova Iorque, 2002).
Em 2012 foi o primeiro Artista Britânico Associado do Festival de Avignon e a sua adaptação de The Master and Margarita de Bulgakov foi a peça central do festival. Em 2009 recebeu por Shun-kin o Grande Prémio para Melhor Encenador do Yomiuri Theatre (foi o primeiro artista não-Japonês a receber o prémio) e foi recipiente do prémio Konrad Wolf da Academia de Artes de Berlim 2008 para Artista Multidisciplinar Europeu Excepcional.
Enquanto actor participou em várias longas-metragens incluindo Mission: Impossible – Rogue Nation (Direcção de Christopher McQuarrie, 2015), The Theory of Everything (Direcção de James Marsh, 2014), Magic in the Moonlight (Direcção de Woody Allen, 2014), Tinker Tailor Soldier Spy(Direcção de Tomas Alfredson, 2011), Jane Eyre (Direcção de Cary Fukunaga, 2011), The Duchess(Direcção de Saul Dibb, 2008) e The Last King of Scotland (Direcção de Kevin Macdonald, 2006).

Menu Icon