Search Icon
Marionet Logo
Menu Icon
Peça de Teatro

Hapgood

Partilhar
test
TÍTULO
Hapgood
AUTORES(AS)

Tom Stoppard

SINOPSE

A luz vem em ondas ou em partículas? A experiência demonstra ambas: o experimentador pode escolher. “Um agente duplo é como um truque da luz,” diz Kerner o físico, a Blair o caçador de espiões. “Tens aquilo para que interrogas”. As naturezas duais, da luz e das pessoas, são o tema deste thriller de espionagem de Tom Stoppard. A pesquisa secreta de Kerner está a ser passada para Moscovo. É Ridley o duplo? Ou será Kerner um triplo? Hapgood é a pessoa certa para o descobrir, e talvez sejam precisas duas dela.

DISPONIBILIDADE
Disponível
ANO
1998
ISBN
0-571-15159-0
TIPOLOGIA
Peça de Teatro
EDITORA
Faber and Faber Ltd.
biografia

Tom Stoppard

A peça mais recente de Tom Stoppard, Leopoldstadt, estreou no Wyndham Theatre em 2020.

Contam-se entre as suas peças: Rosencrantz and Guildenstern are Dead, The Real Inspector Hound, After Magritte, Jumpers, Dogg’s Our Pett, New-Found Land, Dogg’s Hamlet, Cahoot’s Macbeth, Travesties, Every Good Boy Deserves Favour (uma peça para actores e orquestra escrita com André Previn), Night and Day, The Real Thing, Hapgood, Arcadia, Indian Ink, The Invention of Love, The Coast of Utopia, Rock ‘n’ Roll e The Hard Problem.
As suas adaptações incluem: Tango, Undiscovered Country, On the Razzle, Rough Crossing e Dalliance.

Entre as suas traduções estão incluídas: The Seagull, Henry IV, Ivanov, The Cherry Orchard, The House Of Bernarda Alba e Largo Desolato. Escreveu oito peças vencedoras de prémios do Evening Standard e cinco das suas peças receberam prémios Tony.

Nas suas peças para rádio podem-se contar: Darkside (escrita sobre o álbum The Dark Side of the Moon dos Pink Floyd); On ‘Dover Beach’, If You’re Glad, I’ll Be Frank, Albert’s Bridge (vencedor do prémio Italia); M is for Moon Among Other Things, The Dissolution of Dominic Boot, Where Are They Now?, Artist Descending a Staircase, The Dog It Was That Died e In the Native State.

Adaptações para televisão incluem: Parade’s End (BBC/HBO); A Walk on the Water (de Enter a Free Man); Three Men in a Boat e The Dog It Was That Died. Argumentos originais para televisão incluem Another Moon Called Earth, A Separate Peace, Neutral Ground, Teeth and Professional Foul, vencedores de prémios BAFTA, da Broadcasting Press Guild e da Squaring the Circle. Adaptou a sua dramatização para televisão de Three Men in a Boat de Jerome K Jerome para a BBC Radio.

Nos seus argumentos contam-se Anna Karenina, Despair, The Romantic Englishwoman, The Human Factor, Brazil, Empire of the Sun, The Russia House, Billy Bathgate, Poodle Springs e Shakespeare in Love (com Marc Norman), vencedor de um prémio da Academia para Melhor Argumento Original, um Globo de Ouro e os prémios da Broadcast Film Critics e American Guild para Melhor Argumento em 1998. Dirigiu e escreveu o argumento para a adaptação a filme de Rosencrantz and Guildenstern are Dead, vencedor do Prix d’Or no Venice Film Festival em 1990 para Melhor Filme.

Menu Icon