Search Icon
Marionet Logo
Menu Icon
Peça de Teatro

Transit of Venus

Partilhar
test
TÍTULO
Transit of Venus
AUTORES(AS)

Maureen Hunter

SINOPSE

Obsessões e amores que duram vidas inteiras permeiam Transit of Venus de Maureen Hunter, à medida que o astrónomo do século dezoito, Le Gentil, mapeia Vénus nos céus e a sua jovem noiva no reino do seu coração. Le Gentil adia o casamento com a jovem e obstinada Celeste, enquanto viaja pelo mundo na sua tentativa de mapear o curso de Vénus através dos céus, apenas para ser derrotado a cada momento pelo tempo, pela guerra e por infortúnios, para encontrar ao final uma mulher desfeita pela sua ausência e pronta para seguir o seu próprio curso. Atravessando onze anos das vidas de Le Gentil e de Celeste, a peça de Hunter explora questões de lealdade, solidão e do espírito humano.

DISPONIBILIDADE
Disponível
ANO
2006
ISBN
978-1-897289-13-8
TIPOLOGIA
Peça de Teatro
EDITORA
J. Gordon Shillingford Publishers
biografia

Maureen Hunter

Dramaturga canadiana, Maureen Hunter nasceu numa quinta perto de Indian Head, em Saskatchewan em 1948.

Formou-se na Universidade de Saskatchewan em 1970, e começou a carreira de escritora como repórter para o Saskatoon Star-Phoenix, Winnipeg Tribune e o Southam chain. Desde 1983 que escreve maioritariamente para o teatro.
Foi coautora de uma peça para a infância chamada I Met a Bully on the Hill (Prairie Theatre Exchange 1987, encenação de Kim McCaw).
Footprints on the Moon (Agassiz Theatre 1988) foi nomeada para o prémio Governor General de 1988, e recebeu o prémio Labatt para Melhor Peça Canadiana de 1995. Foi publicada pela Blizzard.
A sua peça Transit of Venus (1992, encenação de Larry Desrochers), foi a primeira peça de um dramaturgo de Manitoba a ser representada no palco central do Manitoba Theatre Centre num quarto de século. Foi subsequentemente apresentada pela Royal Shakespeare Company na Grã-Bretanha e gravada pela BBC Radio. Também foi traduzida para Dinamarquês, e produzida como uma ópera em 2007 pela Manitoba Opera, com libretto pela dramaturga e música de Victor Davies.
Atlantis (MTC 1996, encenação de Steven Schipper) foi apresentada em Francês como L’Atlantide no Théâtre la Licorne (1999, encenação Olivier Reichenbach). Foi nomeado para um prémio Governor General em 1997 e recebeu mais de oito produções no Canadá.
Vinci estreou no National Arts Centre em 2002 (encenação de Dennis Garnhum). Wild Mouth estreou no Tarragon Theatre em janeiro de 2008.
Maureen Hunter tem sido dramaturga-em-residência no MTC. Vive com o marido Gary em Winnipeg.

Mais informação: en.wikipedia.org e www.canadiantheatre.com

Menu Icon